Posts tagged ‘democratização da comunicação’

Audiência pública discute resultados da Conferência de Comunicação de Niterói

Olívia Bandeira de Melo

A I Conferência Municipal de Comunicação de Niterói foi realizada no fim de agosto, como parte da agenda da I Conferência Nacional de Comunicação, que acontecerá de 14 a 17 de dezembro, em Brasília.

Além de propostas encaminhadas para a etapa nacional, a conferência de Niterói apresentou uma série de propostas para políticas públicas locais, que serão debatidas na próxima terça-feira, dia 08/12, às 19h, na Câmara dos Vereadores.

Entre as propostas prioritárias estão a criação de um Fundo Público e de um Conselho Municipal de Comunicação.

Participe e divulgue!

Data: 8 de dezembro de 2009
Horário: 19h
Local: Câmara de Vereadores de Niterói.

Confirme sua presença no Fórum na página do Ning.
http://niteroiconfecom.ning.com/forum/topics/audiencia-publica

6 - dezembro - 2009 at 13:14 2 comentários

Levante sua voz: a democratização da comunicação em vídeo inspirado na linguagem de Jorge Furtado

Olívia Bandeira de Melo

Nesta reta final do processo da I Conferência Nacional de Comunicação, que acontecerá de 14 a 17 de dezembro, em Brasília, o Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, lança um vídeo muito bacana sobre a democratização dos meios. Inspirado na linguagem de Jorge Furtado, o vídeo trabalha com humor o tema, centrando a discussão nos meios de massa, como a TV e o rádio.

Dirigido por Pedro Ekman e licenciado em Creative Commons, o vídeo pode ser baixado e exibido à vontade. É só clicar neste link.

Para assistir:

Intervozes – Levante sua voz from Pedro Ekman on Vimeo.

12 - novembro - 2009 at 12:22 1 comentário

Conferência Livre de Comunicação para a Cultura

Olívia Bandeira de Melo

As etapas preparatórias da I Conferência Nacional de Comunicação seguem acontecendo em todo o país, como podemos conferir no site da Comissão Pró-conferência. No Rio de Janeiro, a próxima atividade agendada é a Conferência Livre de Comunicação para a Cultura, que acontecerá no próximo sábado, dia 10 de outubro, das 12h às 18h, no Campus da Praia Vermelha da UFRJ.

A conferência livre soma-se às conferências municipais e regionais que aconteceram no estado, com o objetivo de mobilizar, debater e encaminhar propostas para a I Conferência de Comunicação (CONFECOM), que acontecerá em dezembro de 2009, em Brasília. Além disso, debaterá propostas que serão encaminhadas para a II Conferência Nacional de Cultura, que acontecerá em 2010.

Eixos das propostas para a Confecom
Eixo 1: Produção de Conteúdo
Eixo 2: Meios de Distribuição
Eixo3: Cidadania, Direitos e Deveres

Metodologia
A conferência será organizada em 3 Grupos de Trabalho (GTs) em torno dos 3 eixos da Confecom e, ao final, as propostas de cada GT serão sistematizadas e aprovadas em plenária.

Documentos de base para o Debate:
http://www.trezentos.blog.br/?p=3151 e http://www.rioproconferencia.com.br/

Antes da plenária, às 12h, haverá a exibição do filme Rip: um manifesto remixado, que discute a indústria da cultura e o direito autoral em época de reconfiguração da produção, circulação e consumo cultural propiciada pelas novas tecnologias de produção musical e audiovisual. Uma pauta da comunicação e da cultura. Publico o trailer abaixo e o filme completo pode ser baixado no site.

Conferência Livre de Comunicação para a Cultura
Dia 10 de outubro, sábado, das 12h às 18h
Local: Auditório da CPM da ECO-UFRJ (Campus da Praia Vermelha)
Av. Pasteur, 250 fundos (entrada ao lado do Hospital Philippe Pinel)

Realização: Fórum de Mídia Livre e Fórum dos Pontos de Cultura do Rio de Janeiro
Apoio: Pontão da Eco

Como chegar: http://www.pontaodaeco.org/node/88
Mais informações: pontao.eco@gmail.com, telefones (21) 3873-5076 e (21) 39735067

7 - outubro - 2009 at 23:32 Deixe um comentário

Show na Cantareira abre a I Conferência de Comunicação de Niterói e do Leste Fluminense

Olívia Bandeira de Melo

1ª Conferência Municipal de Comunicação de Niterói
1 ª Conferência de Comunicação do Leste Fluminense

28 e 29 de agosto
UFF – Gragoatá
ICHF – Bloco O

Programação

Dia 27 – show de abertura
Praça São Domingos – 18 h

Movimento Pop Goiaba com:
Bnegão
Claudio Salles & os @liens
MC Marechal
Johane Russel
Ludi Um
Giras Gerais
Nissin Instantâneo
+ Performance do Movimento Arte Jovem Brasileira
Presença confirmada de Marcelo Yuka

Dia 28 – sexta-feira
8h30 às 11h30
Mesa 1 – Pluralidade e democratização, concessões de rádio e TV, jornalismo impresso e Controle Social.
Convidados: Vigínia Fontes e Adilson Cabral
Compõem a mesa 1 representante do legislativo, 1 do executivo e 1 do empresariado

11h30 – GTs para formulação de proposições por tema

13h – Almoço

14h às 16h
Mesa 2 – Sistema Público e Tecnologias da Comunicação
Convidados: Gustavo Gindre e Marcos Dantas
Compõem a mesa 1 representante do legislativo, 2 do executivo e 2 do empresariado

Dia 29 – sábado
8h30 – Plenária Niterói

13h – Almoço

14h – Plenária Leste Fluminense

Informe-se, participe, mobilize!
Acesse o site: http://www.niteroiconfecom.ning.com
Inscreva-se por e-mail: niteroiconfecom@gmail.com
site nacional: http://www.proconferencia.org.br

A Confecom Niterói será transmitida ao vivo!
Acompanhe pelo site: http://www.uff.br/webtv

Apoio: Prefeitura de Niterói – Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, UFF – Universidade Federal Fluminense e OAB Niterói.

cartaz

26 - agosto - 2009 at 19:07 Deixe um comentário

Pensar a Imprensa

Série mensal de encontros com pesquisadores que têm como objeto ou fonte de seus trabalhos a imprensa – jornal, rádio, televisão e internet. Uma reflexão sobre a produção acadêmica acerca dos meios de comunicação de massa.

quinta-feira, 20 de agosto, 14h30

:: Todo cidadão é um repórter
Viktor Chagas, escritor e jornalista, doutorando do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (CPDOC / FGV)

Panorama dos estudos sobre as novas tecnologias e seu impacto nos meios tradicionais de comunicação. Comentando os resultados de uma série de pesquisas, nacionais e internacionais, a apresentação propõe-se a elencar aspectos relevantes e levantar questões acerca do papel da chamada internet colaborativa e do modelo de jornalismo cidadão nas sociedades contemporâneas, em especial no que diz respeito ao debate político.

Sala de Cursos
Entrada Franca
Informações: 21 3289 4640

Pensar a Imprensa

Pensar a Imprensa

18 - agosto - 2009 at 14:37 1 comentário

Entidades de diversos setores se reúnem para garantir a Conferência Municipal de Comunicação de Niterói

Olívia Bandeira de Melo

A plenária da Conferência Municipal de Comunicação de Niterói, que aconteceu no último dia 22 de julho, foi um sucesso político e de público. Mais de cem pessoas estiveram presentes, representando entidades de diversos setores da sociedade, e não só os movimentos diretamente envolvidos nas discussões sobre comunicação.

A prefeitura de Niterói, representada pelo Secretário Municipal de Ciência e Tecnologia, Raymundo Romeu, e pelo diretor de Comunicação Social, Mario de Sousa, garantiu a convocação da conferência. Os vereadores presentes, Renatinho (PSOL) e Felipe Peixoto (PDT), também garantiram seu apoio.

Algumas das entidades, conselhos e empresas presentes: OAB Niterói; Federação das Associações de Moradores de Niterói; Conselho Municipal de Juventude; Conselho Municipal de Trabalho, Emprego e Renda; SINTUFF; Sindjor; Sindicato dos Empregados de Edifícios de Niterói; jornal A Tribuna; Associação de Moradores do Morro do Preventório; TV Comunitária de Niterói; Unitevê (UFF); UNE; DCE – UFF; Movimento Arte Jovem Brasileira; Rádio Pop Goiaba; Bem TV – Educação e Comunicação; Campus Avançado; Comunicativistas.

A próxima reunião será na quarta-feira, dia 29, às 18h, na sede da OAB Niterói – Avenida Amaral Peixoto, 507, 9º andar, Centro. serão discutidos os temas e a composição da comissão organizadora da conferência.

24 - julho - 2009 at 13:01 Deixe um comentário

MPB – Música Para Baixar

Olívia Bandeira de Melo

Foi lançado no mês passado, no I Fórum Música Para Baixar, parte da programação do 10º Fórum Internacional Software Livre, realizado em Porto Alegre, um manifesto em favor dos downloads e da livre circulação de música pela internet, com base na ideia de que “quem baixa música não é pirata, é divulgador. Semeia gratuitamente projetos musicais”.

O manifesto foi assinado por artistas incluídos no rótulo da outra MPB, a Música Popular Brasileira, como Zélia Duncan, Leoni e Nei Lisboa, os três com verbetes no Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira.

O manifesto circula na rede mundial de computadores num momento em que projetos de lei em diversos países do mundo propõem a criminalização dos downloads e das trocas de arquivos via rede P2P, como a brasileira Lei Azeredo, já discutida outras vezes neste blog (para saber mais, clique aqui).

A propósito, o presidente Lula, no Fórum de Software Livre, deu uma força aos ativistas que trabalham para que a lei não seja aprovada, ao dizer que “neste governo, é proibido proibir, o que nós fazemos é discutir, (…) esta lei que está aí não visa corrigir abuso de internet, ela, na verdade, quer fazer censura”. (Assista ao discurso do presidente aqui.)

Segue abaixo a íntegra do manifesto.
Para assiná-lo, acesse: http://www.petitiononline.com/mpb/
Mais informações no site do movimento: http://musicaparabaixar.org.br/

Manifesto Movimento Música para Baixar

É a partir do surgimento da democratização da comunicação pela rede cibernética, que a conjuntura na música muda completamente.

Um mundo acabou. Viva o mundo novo!

O que antes era um mercado definido por poucos agentes, detentores do monopólio dos veículos de comunicação, hoje se transformou numa fauna de diversidade cultural enorme, dando oportunidade e riqueza para a música nacional – não só do ponto de vista do artista e produtor(a), como também do usuário(a).

Neste sentido, formamos aqui o movimento Música para Baixar: reunião de artistas, produtores(as), ativistas da rede e usuários(as) da música em defesa da liberdade e da diversidade musical que circula livremente em todos os formatos e na Internet.

Quem baixa música não é pirata, é divulgador! Semeia gratuitamente projetos musicais.

Temos por finalidade debater e agir na flexibilização das leis da cadeia produtiva, para que estas não só assegurem nossos direitos de autor(a), mas também a difusão livre e democrática da música.

O MPB afirma que a prática do “jabá” nos veículos de comunicação é um dos principais responsáveis pela invisibilidade da grande maioria dos artistas. Por isso, defendemos a criminalização do “jabá” em nome da diversidade cultural.

O MPB irá resistir a qualquer atitude repressiva de controle da Internet e às ameaças contra as liberdades civis que impedem inovações. A rede é a única ferramenta disponível que realmente possibilita a democratização do acesso à comunicação e ao conhecimento, elementos indispensáveis à diversidade de pensamento.

Novos tempos necessitam de novos valores. Temas como economia solidária, flexibilização do direito autoral, software livre, cultura digital, comunicação comunitária e colaborativa são aspectos fundamentais para a criação de possibilidades de uma nova realidade a quem cria, produz e usa música.

O MPB irá promover debates e ações que permitam aos agentes desse processo, de uma forma mais ampla e participativa, tornarem-se criadores(as) e gestores(as) do futuro da música.

O futuro da música está em nossas mãos. Este é o manifesto do movimento Música Para Baixar.

19 - julho - 2009 at 16:14 4 comentários

Posts antigos


Feeds

Enquete

O que já contamos

Contador

  • 122,970 acessos

Mais caroço

Agenda

julho 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31