Posts tagged ‘HQ’

HQ é coisa séria…

Marcelo Valle

 

 

Sandman 1- Neil Gaiman<br /> Capa: Dave McKean

Sandman 1- Neil Gaiman Capa: Dave McKean

 

Neil Gaiman que me desculpe, mas tirei da gaveta um velho papel amassado e carcomido com um pequeno texto que escrevi há uns dez anos. Trata-se de uma adaptação livre,  uma releitura,  mal feita (e mal cheirosa) de uma parte  de “Prelúdios e Noturnos”, do primeiro Arco da série Sandman, publicado no Brasil em meados da década de 90.

Sonho e Esperança são irmãos. Numa tentativa de desorientar a Humanidade, a Esperança foi raptada e separada do Sonho. Viver sem esperança é um pesadelo. Seguindo os rastros da Esperança (a esperança sempre deixa rastros), o Sonho chegou até as profundezas do Inferno. O Sonho tinha um nome, chamava-se Morpheu. O barulho era literalmente infernal, gritos de agonia e de dor tomavam todo ar. Ar?! Demônios, demônios, demônios de todas as hordas do inferno cercavam Morpheu, o mestre dos sonhos. Milhões deles em formação de batalha fitavam-lhe nos olhos. Olhares cheios de certeza. Um poderoso senhor do inferno levantou sua voz acima de todas as outras e, imediatamente, nada mais foi ouvido. Um silêncio também infernal. Esse mesmo demônio, cheio de ousadia, quebrou o silêncio e lançou uma pergunta a Morpheu:

– Você não tem nenhum poder aqui, que poder tem os sonhos no inferno?

Outra vez o silêncio…

A reposta veio em forma de pergunta, com a suavidade de um sonho e a força de um pesadelo:

– Vocês dizem que eu não tenho poder? Talvez tenham razão, mas dizer que os sonhos não têm nenhum poder aqui?

– Digam-me, perguntem-se…

– Que poder teria o inferno, se os prisioneiros daqui não pudessem sonhar com os céus?

Em seguida, nenhuma palavra foi ouvida, no entanto, a resposta foi dada. Lentamente, milhares de demônios baixaram seus olhares e suas armas, aos poucos o caminho foi sendo aberto.

Com passos firmes, o senhor dos sonhos prossegue sua jornada transitando livremente entre céus e infernos, afinal, sonhos e pesadelos são feitos da mesma matéria.

A humanidade com esperança acompanha os passos do sonho…

 

Anúncios

27 - março - 2009 at 14:19 5 comentários

É uma luta; nada vem fácil.

João Henrique Oliveira

silver-surfer-_ 

Mas é preciso saber se equilibrar numa prancha, levar uma vida inspirada num surfista.

Por isso que um dos maiores autores do Ocidente é Stan Lee.

Podem falar que é indústria cultural, cultura de massas, pobreza estética, o que for.

Mas capta algo de filosófico, algo de humano, que toca a todos nós.

O Surfista Prateado e seu singrar veloz pelo universo. Um movimento que é o nosso movimento, catando emoções como se catam planetas desabitados, para que Galactus os devore, para que haja, enfim, um mal menor, sem a perda de muitas vidas. Um acordo que prendeu o Silver Surfer a Galactus, em troca de que o gigante sem sentimentos não acabasse com seu próprio povo.

Todos somos o Surfista Prateado, em constante movimento para desviar dos obstáculos como ele desvia de asteróides. Um surfar que só se realiza com a cintura sagaz, sem ser travada.

O jogo de cintura é o jogo do Surfista Prateado.

(Texto inspirado pela leitura da maravilhosa Graphic Novel do Surfista Prateado, escrita por Stan Lee e desenhada pelo mestre John Buscema. Uma publicação da Abril adquirida num desses sebos abençoados).

13 - novembro - 2008 at 20:49 1 comentário


Feeds

Enquete

O que já contamos

Contador

  • 123,377 acessos

Mais caroço

Agenda

setembro 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930