Posts tagged ‘Marcelo Camelo’

Viradão no Rio, nos vemos por lás

Cláudia Lamego

Marcelo Camelo e Perla. Kelly Key e Marcos Sacramento. Dicró no Leblon. Milton Nascimento em Bangu. Dalton, Biafra e Rosana na Gávea. Zona Oeste na Zona Sul e vice-versa, samba e funk, MPB e pop. O Rio imitou São Paulo, é verdade, mas vai inovar no formato e na mistura de tribos durante o Viradão Cultural, que começa hoje a agitar a cidade. Outra diferença em relação ao evento paulista, no Rio serão três dias de programação intensa, nos mais variados pontos culturais da cidade. Uma boa oportunidade para a diversão gratuita ou muito barata; e também uma forma muito interessante de movimentar a economia musical da cidade.

Uma das pedidas é a manjada feijoada da família Portelense, na quadra da escola, trazendo a cantora Teresa Cristina, recém-saída de sua licença-maternidade, e a melhor Velha Guarda do samba carioca (os irmãos imperianos que me desculpem!, eheheh); Adriana Calcanhoto a R$ 5 no Teatro Carlos Gomes, em tempos de shows a mais de R$ 100 em outros palcos, também não está mal não; Alceu Valença na quadra da Portela no domingo; Alvorada Carnavalesca do Boitatá no domingo ou o Arraiá do Boitatá no sábado; Jongo da Serrinha amanhã no Sérgio Porto, no Humaitá, além, é claro, do show do Samba Bom (Pedro Paulo Malta e cia.), no Laurinda Santos Lobo, no domingo à tarde em Santa Teresa. Eis alguns dos programas imperdíveis do Viradão. Nos vemos por lás.

Programação completa aqui.

Anúncios

5 - junho - 2009 at 16:27 Deixe um comentário

Robesval e o Artista Amargurado

Leo Cosendey

— Papai, arranjei um namorado.

O pai, espantado, finge que não ouve. Tremendo, quase derrama a cerveja. Contorce o rosto num sorriso. “Você tem que ser compreensivo, Robesval”, lhe dizia sua mulher. “Os tempos mudaram”. E agora lá estava sua filha de quinze anos recém-completos, lhe dizendo que namorava.

— Que ótimo, filha — mentiu. — Traz ele aí um dia pra gente conhecer.
— Eu já trouxe.

O copo de cerveja caiu no chão na hora do gol do Mengão. O pai não sabia para onde olhar. Então a mãe apareceu, vinda da cozinha. Tinha cara de quem sabia que vinha merda por aí. Grossa, robusta e marrom. Na mesma hora, Robesval percebeu que tinha tomado bola nas costas e era o único a desconhecer a história toda.

— Ah… ah… ah… que… que bom, né… filha? E… cadê ele?
— Ele tá aqui — e ela apontou para a grande caixa que empurrava.
— Aqui onde? Na caixa?
— É.

Então ela tirou a tampa e de dentro dela saiu esse grande ícone da nova geração da MPB, tão talentoso quanto amargurado, que não suportava o peso de sua genialidade e vivia recluso. Isso era o de menos. O pior era que ele tinha uma barba. Uma vasta barba. Aquilo já era sacanagem.

— Que porra é essa, Malu? Quantos anos esse filhadaputa tem? — e falando com o namorado: — Escuta aqui, seu marginal, não sei o que tu tá querendo, mas vou logo te dizendo…
— Calma, Robesval. Meu amigo Robesval. Robesval, genial, sensacional, legal legal legal.

E o Grande Artista começou a fazer rimas do tipo, e no final começou a chorar e a bater com seu violão no chão até quebrá-lo. De joelhos, ele berrava “Eu não suporto! Eu não suporto! O mundo ainda não está preparado pra mim!” Robesval ficou com pena e pediu para Cidinha, sua mulher, pegar duas cervejas.

— Senta aí, rapaz. Vamos conversar.

E conversaram. O barbudo começou a explicar sobre a pureza das respostas das crianças, é a vida etc. O jogo rolava, a cerveja descia agradável, a tarde escorregava pelas paredes tornando-se laranja, depois rosa, depois preta e virou noite. Depois de enxugarem três caixas, pai e genro estavam abraçados, cantando marchinhas de carnaval. Malu, a filha, sorriu.

*   *   *   *   *   *   *   *   *   *

Já fazia bem umas três semanas que Roberval não via o namorado da filha. Assim, numa tarde de jogo, ao vê-la pegar os livros para fazer um trabalho de escola, perguntou: “Não tem mais visto o Camelo, filha?”

— A gente terminou, papai.
— O quê? Como? Mas ele era um rapaz tão bom!
— É, mas ele disse que eu já estava madura demais pra ele. Ele está em busca da pureza perfeita. Já arranjou até outra namorada.
— Sério? Quem?
— A Maisa.

O futuro de Marcelo Camelo

17 - novembro - 2008 at 16:28 9 comentários


Feeds

Enquete

O que já contamos

Contador

  • 123,796 acessos

Mais caroço

Agenda

novembro 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930